O trem ligeiro (em inglês: Light rail) é um sistema de transporte que utiliza o mesmo material rodante que o tranvia, mas que inclui segmentos parcial ou totalmente segregados do tráfego, com carris reservados, vias periféricas e em alguns casos túneis no centro da cidade de caraterísticas similares às de um ferrocarril convencional.[1] Tem uma capacidade média de transporte à escala regional e metropolitana, em geral menor que o trem e o metro e maior que o tranvia.[2][3][4] O trem ligeiro permite a conexão entre zonas pedonais em núcleos urbanos e zonas rurais, criando para além disso novas potencialidades de desenvolvimento urbano.

Definição de trem ligeiro[editar | editar código-fonte]
O termo é uma tradução não literal do inglês «Light rail» (ou LRT, Light Rail Transit). Foi concebido pela US Urban Mass Transportation Administration (UMTA) (atualmente FTA – Federal Transit Administration) nos Estados Unidos para descrever as transformações que se estavam levando a cabo nesse país e na Europa em matéria tranviária. Na Alemanha, o termo usado é «Stadtbahn», que significa «ferrocarril urbano». No entanto, a UMTA finalmente adotou o termo trem ligeiro para todos os sistemas modernos, enquanto que aos tradicionais se lhes continua chamando tranvia.[5] Outros países com sistemas deste tipo continuam a utilizar o termo de tranvia.[6]

Categorias do trem ligeiro
O mais difícil é determinar a diferença entre um trem ligeiro e os sistemas de tranvia. Há uma grande quantidade de similitudes entre as tecnologias, muitos dos mesmos veículos podem-se utilizar para ambos, e é comum classificar os tranvias como um subtipo do trem ligeiro e não como um tipo particular de transporte. As três versões gerais são:

Tranvia[editar | editar código-fonte]
Ver artigo principal: Tranvia
O tranvia é um meio de transporte de passageiros que circula pela superfície em áreas urbanas, nas próprias ruas, sem separação do resto da via nem canal ou setor reservado.
Trem ligeiro[editar | editar código-fonte]
O trem ligeiro é um sistema tranviário que circula em grande parte do seu percurso por uma plataforma parcial ou totalmente segregada do tráfego rodoviário e em alguns casos tem prioridade semafórica.
Metro ligeiro[editar | editar código-fonte]
Um derivado do trem ligeiro é também conhecido como metro ligeiro. Estes sistemas caraterizam-se pelos direitos exclusivos da via, sistemas avançados de controlo de trens, maior capacidade e frequência, e as portas ao nível das plataformas. Estes sistemas aproximam-se à capacidade de passageiros dos sistemas de metro convencional, mas podem ser mais baratos de construir pela habilidade das unidades de fazer curvas apertadas e subir declives mais acentuados que os sistemas de metro convencional.
Trem-tram

O trem-tram (ou trem-tranvia) é um veículo derivado do tranvia capaz de executar várias rotas. A dupla capacidade de voltagem do trem-tram permite-lhe o acesso às infraestruturas de ferrocarris e tranvias, pode funcionar dentro das normas ferroviárias e passar a um funcionamento em modo tranvia ao entrar na cidade. Permite no centro da cidade passar a velocidades menores de 70 km/h e na rede ferroviária regional a velocidades máximas de uns 100 km/h.

Vantagens e inconvenientes
A escolha por parte de uma cidade de um sistema de trem ligeiro baseia-se nas suas vantagens e inconvenientes:

Vantagens
Os sistemas de trens ligeiros são geralmente mais económicos de construir que o de trens pesados, dado que a infraestrutura é relativamente menos robusta, as unidades mais baratas e no geral não se requerem os túneis usados na maioria dos sistemas de metro.
Permite percorrer curvas apertadas e pendentes escarpadas, o que além do mais reduz o trabalho de construção.
Comparado com os autocarros, os sistemas de trens ligeiros têm uma capacidade mais alta, contaminam menos, são silenciosos, cómodos e em muitos casos mais rápidos.
Comparados com o metro poupam energia, visto que não necessitam de iluminação de estações (plataformas e corredores) durante o dia e movem menos massa.
Podem-se aproveitar velhas redes de ferrocarril, quer estejam em serviço quer estejam abandonadas. Um exemplo é o moderno Trem da Costa de Buenos Aires ou o TRAM Metropolitano de Alicante (Espanha), no troço de Luceros a Benidorm.
Geralmente são mais silenciosos que os ferrocarris ou os metros, e a mitigação do ruído é mais fácil de desenhar.
Harmonizam com o ambiente urbano se estiverem bem desenhados.
Inconvenientes[editar | editar código-fonte]
Ao partilhar em parte a superfície com o tráfego rodoviário, são mais propensos a acidentes que outros tipos de ferrocarril.
Alguns trens têm una relação carga útil / carga transportada pior que os trens pesados ou os monorrieles, devido a que devem ser desenhados para suportar colisões com automóveis.
Sistemas existentes de Trem Ligeiro[editar | editar código-fonte]

Trem-Tram na estação MARQ do TRAM Metropolitano de Alicante.

Metropolitano de Granada.

Tranvia de Vitoria.

Metro ligeiro na Cidade do Cinema, Madrid.

METRORail, em Houston, Texas, Estados Unidos

Europa
Metro de Copenhaga (Dinamarca)
Docklands Light Railway (Londres)
Metro de Oslo (Noruega)

Portugal
Em funcionamento
Metro do Porto (Douro Litoral)
Metro Transportes do Sul (Estremadura)

Em construção
Metro Mondego (Beira Litoral)

Em projeto ou estudo
Metro de Faro (Algarve)
Metro de Braga (Minho)

Espanha

Em funcionamento
TRAM Metropolitano de Alicante
Metro de Sevilha
Metro de Málaga
Tranvia de Tenerife
Tranvia de Múrcia
Tranvia de Saragoça
Tranvia de Bilbao
Tranvia de Vitoria
Tranvia de Parla
Metro Ligeiro de Madrid
Trambaix y Trambesòs
Em construção
Tranvia Metropolitano da Baía de Cádis
Metropolitano de Granada
Tranvia Metropolitano de Dos Hermanas (Sevilha)
Tranvia Metropolitano de Alcalá de Guadaíra (Sevilha)
Tranvia Tavernes Blanques-Nazaret (Valência)
Em projeto ou estudo
Tranvia de León
Tranvia de Palma de Maiorca
Metro ligeiro da Huerta Sur (Valência)
Linha Manacor-Artá, (Maiorca)
Tranvia de Baracaldo (Bilbao)
Tranvia UPV – Lejona – Urbinaga (Bilbao)
Metro de Santander
Tranvia de Toledo
Metro ligeiro da Corunha
Tranvia de Pamplona
Trem-Tram Camp de Tarragona
Sem serviço
Tranvia de Jaén
Tranvia de Vélez-Málaga (Málaga)
América
Metrotrem (Chile)
Biotrem (Chile)
Trem ligeiro de Arequipa (Perú)
Tranvia de Cuenca (Equador)
Trem ligeiro de Guadalajara (México)
Trem ligeiro da Cidade do México (México)
Metro de Monterrey (México)
Premetro (Subte de Buenos Aires) (Argentina)
Metro de Valência (Venezuela)
AirTrain JFK (Nova Iorque, Estados Unidos)
Linha Vermelha (Los Angeles, Estados Unidos)
Ottawa O-Train (Otava, Canadá)
C-Train (Calgary, Canadá)
Trem Ligeiro de Edmonton (Canadá)

Brasil
Em funcionamento
Trem ligeiro de Cariri (Ceará)
VLT da Baixada Santista (São Paulo)
VLT Carioca (Rio de Janeiro)
VLT de Maceió (Alagoas)
Trem ligeiro de João Pessoa (Paraíba)
Trem ligeiro de Natal (Rio Grande do Norte)
VLT do Recife (Pernambuco)
VLT de Sobral (Ceará)
Em construção
Trem ligeiro de Cuiabá (Mato Grosso)
Trem ligeiro de Brasília (Distrito Federal)
Linha Parangaba-Mucuripe do Metrofor (Ceará)
Trem ligeiro de São Luís (Maranhão)
Em projeto ou estudo
Trem ligeiro de Goiânia (Goiás)
Trem ligeiro de Macaé (Rio de Janeiro)
Trem-tram de Arapiraca (Alagoas)
Trem ligeiro de Curitib (Paraná)
Trem-tram de Teresina (Piauí)
Sem serviço
VLT de Campinas (São Paulo)
Ásia
Metro Aéreo de Banguecoque (Tailândia)
Trem ligeiro circular de Kaohsiung (Kaohsiung)
África
Trem Ligeiro de Tunes (Tunísia)
Trem Ligeiro de Adis Abeba (Etiópia)
Oceânia
Metro ligeiro de Sydney (Austrália)
Trem Ligeiro da Costa Dourada (Austrália)

FONTE: https://pt.wikipedia.org/wiki/Trem_ligeiro

DATA: 08/04/2017

Leave A Comment

You must be logged in to post a comment.